Aug 1
Guiné-Bissau: Zamora Induta está doente PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por kamba de almeida   
Sexta, 19 Novembro 2010 21:41

Bissau - O Movimento Nacional da Sociedade Civil constatou o debilitado estado de saúde dos militares detidos na sequência das mortes do Presidente «Nino» Vieira e Tagme Na Wayé.

Entre os detidos está o almirante José Zamora Induta que, segundo Filomeno Cabral, porta-voz da delegação que visitou os presos, se encontra debilitado, sugerindo maiores cuidados médicos. «Zamora Induta encontra-se debilitado, encontra-se doente. Da conversa com ele informou-nos que sofre de palpitações, e nós vimo-lo coxear», declarou Filomeno Cabral.

«Tem tido assistência médica, mas não como desejaria, porque nos momentos das crises, os médicos não chegam a tempo. Portanto, apelamos aos órgãos competentes de que mais vale ter um detido bem de saúde do que morto», acrescentou Filomeno Cabral, do Movimento Nacional da Sociedade Civil guineense.

Outras preocupações do Movimento dizem respeito aos processos judiciais, sobretudo à efectivação da decisão do Tribunal Superior Militar, que mandou os detidos para casa, sob estatuto de residência vigiada. A decisão foi emitida há quase dois meses e ainda não teve efeito prático.

Os suspeitos do caso dos assassinatos de «Nino» Vieira e de Tagme Na Wayé, entre os quais, o General Manuel Melciedes Fernandes, antigo Chefe de Estado-maior da Força Aérea, entendem que o processo deve ser acelerado.

Lassana Cassamá

 

Deixar comentário